terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Vou partir...

Amigas, companheiras, ... palhaças também, porque não??

Tenho a anunciar que vou partir... vou regressar às origens.


Ah, e não se ralem, só vai ser preocupante quando ficar com o maravilhoso sotaque lamecence... lutarei com todas as forças para que isso não aconteça.

8 comentários:

馬修 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
JU disse...

Fico muito contente por ti mikas!!!
Ide todas....deixai-me aqui. Daqui a pouco passamos na rua e nem nos cumprimentamos...
Só vou conhecer os vossos filhos quando eles tiverem 3 anos...


Mesmo assim desejo te tda a sorte do mundo*******

vodkat disse...

o qe eh q eu n sei?

Anónimo disse...

Para onde vais amiga?
Não estou a perceber?...=/
Michelle

Anónimo disse...

Ora bem Lamego.
O que é isso?
Cidade e sede de concelho do distrito de Viseu, situa-se na margem esquerda do rio Balsemão, no sopé nordeste da serra de Montemuro, 12 km a sul do rio Douro. Povoação de origem muito remota era um núcleo muito importante e chegou a ser sede de bispado no período suevo (século VI) e visigótico. Foi reconquistada aos Mouros, a título definitivo, por Fernando Magno em 1057. No século XIII, Lamego era um importante centro administrativo e económico, em parte relacionado com a fixação de um significativo núcleo de judeus que se dedicavam ao trabalho de metais, comércio e mesmo medicina. O concelho de Lamego (164 Km2), de topografia bastante acidentada, entre a serra de Montemuro e o Douro, é essencialmente agrícola. Produz vinhos afamados, fruta, cereais e carnes, nomeadamente porcos, de que se faz o saboroso presunto (presente ideal para oferecer aos amigos).
A cidade de Lamego, situada na zona vinhateira do Douro, conheceu um período de prosperidade (século XVIII a meados do XIX) ligado ao apogeu do vinho do Porto. Depois da filoxera e com a alteração dos circuitos comerciais, a cidade perdeu parte da função de entreposto, contudo na primeira década do século XXI espera se o inicio de uma nova era, que segundo reza a lenda colocará Lamego novamente no centro do novo mundo. (será a Maria?) Possui destilarias de aguardente e importantes caves vinícolas, que, inclusivamente, produzem um vinho espumante muito apreciado (prendinha!!!). Do ponto de vista monumental, a cidade é muito rica.
Por isto tudo parece que vais para o paraíso! Só não tem mar, mas pensa positivo a Póvoa não tem “saboroso presunto” nem “vinho espumante muito apreciado”!
Boa sorte!!

•°o.O. Pintas.O.o°• disse...

vou ficar sem a pequenita.....

JU disse...

ohhhh....tens de ir também para lá abrir um escritório.








(Já tenho o Champagne, e os chapeuzinhos,sempre é em tua casa na segunda-feira?)

•°o.O. Pintas.O.o°• disse...

Ui, ali é que iam haver clientes!!!




(não te esqueças das cornetinhas!)