segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Podemos dizer o que quisermos, podemos mesmo não chegar a ter ódio do rapaz porque acreditamos que ele foi forçado a isto. Podemos pensar que o velhote era o tarado sem vergonha que só queria satisfazer os seus impulsos sexuais. Esta história é absurda também por isto. Porque ninguém odeia o rapaz porque, toda a gente fica com pena e pensa que ele teve motivos muito fortes para fazer isto.
Seja por que motivo for, ningué merece morrer assim.


"Seabra, acusado de homicídio em segundo grau, confessou aos investigadores que agrediu, pontapeou e esmurrou Castro durante mais de uma hora. Depois bateu-lhe com um monitor de um computador (declarada a causa da morte) e agarrou num saca-rolhas, espetando-o num dos olhos do cronista antes de o castrar com o mesmo instrumento."

in sapo

1 comentário:

Mineiro disse...

Não condeno a rapaz, sem saber as razões do crime! É preciso ter havido algo muito mau para ele se ter passado dessa maneira! O velho tinha um ar doentio/tarado/nojento! xD