quinta-feira, 24 de março de 2011

Ora vamos lá botar faladura

O discurso de demissão do Sócrates foi bastante coerente com a sua postura ao longo dos mandatos. Atacou a oposição, atirou Portugal para o fundo do poço agora que já lá não estava. Disse que o FMI estava aí e a culpa era da oposição que chumbou a sua proposta. Trocando isto em miúdos basicamente ele demorou dez minutos a dizer isto: " Agora fodei-vos porque toda a gente nos vai cair em cima, e os partidos que não quiseram aprovar o PEC agora que se desenrasquem porque eu cá já não estou".
Sacudiu a água do capote de uma maneira porcalhona, ele podia ter ido embora na mesma e ter feito outro discurso mais limpinho mas não, vitimizou-se e saiu na altura em que a batata quente está para cair.
De todo o discurso choninhas a única coisa que se aproveitou foi quando ele disse, (mais uma vez como quem diz agora fodei-vos) que a imagem que passa um país sem governo estabelecido é uma imagem de incertezas e fragilidades.
Para concluir, tenho para mim que ele mal saiu das objectivas dos jornalistas e fotógrafos deu duas piruetas no ar, distribuiu 5´s pela equipa  e foi comer um belo de um hamburger para festejar o alívio que lhe saiu de cima.

1 comentário:

Crente disse...

Foi exactamente isso que disse ao meu marido ontem. Que o socas estava a sair com ar de "agora amanhem-se, quero ver em quem deitarão as culpas a partir de agora"....