quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Bom dia alegria!

Tudo evolui na medicina, cada vez aparecem mais medicamentos, mais soluções para problemas de saúde. Cada vez mais baixam o preço dos medicamentos, processos que antes eram complicadissimos agora por meia dúzia de trocos quase que os podemos fazer em casa. Depois temos os dentistas.
Desvitaliza-se um dente da mesma forma que se fazia à dez anos atrás. O preço é um absurdo para a quantidade de coisas que eles usam para nos fazer o tratamento em causa. Voltando a falar no caso de uma desvitalização,  são precisas três consultas o que no meu caso representam 150€ só num dente.
E dizem vocês que o segredo está na prevenção, é verdade que está, mas será justo descontar parte do nosso vencimento no meu caso 1/5 do meu vencimento para o sistema nacional de saúde e depois ainda ter que recorrer ao privado e pagar estas quantias?
Conclusão, se eu tratar dois dentes e fizer uma limpeza pagarei a módica quantia de 250€, e enquanto isso há alguém que está a comprar óculos de sol comparticipados pelo estado.

3 comentários:

marta. disse...

Mas a culpa não é dos dentistas. O estado devia era começar a colocar dentistas no serviço público, isso sim.
e só diz que o preço é um absurdo quem está do outro lado. Porque cada coisinhas que se usa nos dentes custam um balúrdio...
Falo por experiência própria que todos os anos gasto quase 1000 euros em material e ainda só ando a estudar!

JU disse...

Os dentistas deveriam fazer parte do sistema público de sáude sim senhora.
Os gastos reais que efectivamente vocês têm eu realmente não sei, mas passado tanto tempo são na mesma precisas 3 consultas para desvitalizar um dente, ng inventou nada para ser mais rápido?

marta. disse...

existem muitas coisas inventadas. mas sabes quanto custa uma lima mecanizada que detecta o fim do dente? esse investimento não compensa aos dentistas se querem manter os clientes e os preços.
Aí os preços subiriam muito mais...
é preciso lembrar que não há ninguem por trás que cubra as despesas.
Uma máquina dessas num hospital para milhares de pessoas faria sentido. Para, no máximo 500 clientes que um consultório tem, não faz!